Ouça a notícia

    Entrega de certificados marca conclusão de cursos oferecidos por Senai e Fundação Renova

  • Entrega de certificados marca conclusão de cursos oferecidos por Senai e Fundação Renova

    Nada de manicure ou cabeleireira. A jovem Marciliana dos Santos Tomaz, de 27
    anos, quer ser pedreira. Ela é a única mulher entre os 27 formandos do curso
    gratuito de qualificação oferecido pela Fundação Renova, em parceria com o
    Sistema Fiemg, aos trabalhadores da construção civil. A cerimônia de
    conclusão aconteceu na quinta-feira (21/12), no Centro de Cultura do Sesi,
    em Mariana.

    A certificação foi entregue aos profissionais, sendo 11 pedreiros de
    alvenaria e 16 pedreiros de infraestrutura. Esses foram os primeiros cursos
    de qualificação oferecidos pela Fundação Renova na região de Mariana. A
    iniciativa visa a capacitação de mão de obra local, alinhada às ações de
    Estímulo à Contratação Local. Os cursos gratuitos foram realizados pelo
    Senai, com duração de cerca de dois meses. Outros cursos estão previstos
    para os próximos meses.

    Ao lado do filho e do marido, Marciliana não se importou por ser a única
    mulher da turma e faz planos para o futuro. “Gostei bastante do curso,
    aprendi técnicas e poderei mexer na minha casa, que está em construção”,
    disse a formanda. Em busca de aperfeiçoamento para se destacar no mercado,
    ela mostra que hoje em dia não há profissões essencialmente masculinas.
    Independentemente de o trabalho depender da força ou requerer liderança,
    elas estão lá.

    O pedreiro Marison Henrique Santana, de 30 anos, diz que a construção civil
    é uma área promissora, mas o profissional tem que estar antenado ao mercado.
    “Esse curso teve uma nota superior a 10. A cidade precisava de qualificar a
    mão de obra local para disputar vaga no mercado. Hoje, além da experiência
    na carteira, é preciso qualificação. A oportunidade que a Renova ofereceu é
    algo que valeu a pena agarrar.”

    Para a gerente do Senai, Danubia de Carvalho, a construção civil é um
    mercado em crescimento. “Já passamos por crises no país, mas o setor não
    sente declínio expressivo como em outras áreas. Além disso, para profissão
    de pedreiro, que geralmente passa de pai para filho, essa é uma oportunidade
    única de aprender as técnicas com o Senai neste curso que tem o apoio da
    Renova”, afirmou.

    A analista de programas socioeconômicos da Fundação Renova, Ana Carolina
    Nunes Gonçalves, relata que novas oportunidades de qualificação devem ser
    oferecidas em 2018. “Os cursos foram escolhidos pensando nas obras de
    reparação em Mariana e região. Acreditamos que seja o primeiro passo para
    garantir a qualificação e oportunizar aos formandos o ingresso no mercado de
    trabalho. A intenção da Renova é continuar essa parceria com Senai,
    ofertando esses cursos e oportunidades em Mariana”, disse Ana Carolina. É o
    que espera Geraldo Godim, de 47 anos, que participou do curso de pedreiro.
    “Para mim e outros colegas que não trabalhamos na área esse curso foi um
    grande aprendizado, deu para aprender as técnicas para entrar no mercado”.

    Sobre a Fundação Renova

    A Fundação Renova é uma instituição autônoma e independente constituída para
    reparar os danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão. Entidade
    privada, sem fins lucrativos, garante transparência, legitimidade e senso de
    urgência a um processo complexo e de longo prazo. A Fundação foi
    estabelecida por meio de um Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta
    (TTAC), assinado entre Samarco, suas acionistas, os governos federal e dos
    estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, além de uma série de
    autarquias, fundações e institutos (como Ibama, Instituto Chico Mendes,
    Agência Nacional de Águas, Instituto Estadual de Florestas, Funai,
    Secretarias de Meio Ambiente, dentre outros), em março de 2016.


    Crédito das fotos: Divulgação / Fundação Renova

Imagens relacionadas